sexta-feira, 12 de março de 2010

Pequenos deuses

Acho que quando a gente é pequeno (não necessariamente em tamanho, não necessariamente em idade), a gente faz isso, assim, de olhar para algumas pessoas que podem ser nosso pai ou nossa mãe ou os mamonas assassinas e achar que eles são só aquilo que a gente tá vendo (que é o que a gente quer ver), que eles são a imagem que a gente faz deles. Eu achei que crescer era quando você percebe que eles erram, que eles fazem coisas que você também faz e não quer que eles saibam, sei lá, que usaram drogas, que deram pra desconhecidos ou pior, que decepcionaram alguém.

Crescer é quando você percebe que não importa.

2 comentários:

Cidadão ³ disse...

Acho engraçado que haja posts repetidos aqui e ali, mas acho que faz sentido.

Gabriel Mourão Soares disse...

Aqui eu sigo, mais ou menos, uma temática. Lá tem mais a ver com o que eu acho que é interessante ou que mais ou menos se relaciona com o que tem lá.

É tipo isso.